O Arsenal não venderá Aubameyang

O Arsenal não venderá Aubameyang. EFE

O Arsenal decidiu manter boa parte do plantel vice-campeão europeu e um deles é Aubameyang, que não sairá apesar do interesse de equipes da China.
assédio chinês poderia ter feito Aubameyang ter feito as malas para partir rumo à Ásia. Tanto o Guangzhou Evergrande quanto o SIPG de Shanghai estavam interessados, mas o Arsenal fechou a porta de maneira definitiva.
O plano dos ingleses para convencer o atleta foi a prorrogação do contrato. O atacante tem vínculo com o Arsenal até junho de 2021. Os britânicos, segundo 'London Evening Standard', oferecerá um aumento de salário.
Não é a primeira vez que times chineses demonstram interesse por Aubameyang. Antes de atuar pelo Arsenal, o Tianjin Quanjian havia oferecido mais de 63 milhões de euros ao Borussia Dortmund.
Desta forma, o Arsenal quer garantir que continuará contando com um dos goleadores mais eficientes do futebol europeu. Aubameyang marcou 31 gols e deu sete assistêncas na última temporada.

Postar um comentário

0 Comentários